Política de privacidade

Estes dados são registados informaticamente e destinam-se única e exclusivamente para contacto por parte desta entidade.

Artigo

Dicas e Testemunhos

Welcome Our Lord of Ferdinand Iron

Por Luís Filipe Borges

19.05.2021 | 0 Comentários | 0 Likes

Os últimos 4 meses passaram simultaneamente num ápice e na lentidão dum caracol que trepa muro. A voar, quando o Tomé está bem; em câmara lenta quando sofre de alguma moléstia para a qual os pais são impotentes. Mas passaram. Licença de maternidade gozada, sonho de viver no campo realizado, e outra vida nova prestes a arrancar. Estamos quase a tornar-nos enfim proprietários. A casa nova, sita naquela que chamam de Margem Certa, está pronta. A maioria dos nossos pertences – mantidos entretanto numa garagem de dez metros quadrados – já foram transportados para aquele que será o novo lar. 23 caixotes, muitos deles com livros, cds, dvds, as minhas pedras preciosas. Quero duas coisas apenas para este frágil ser de meses: que goste de ler e seja benfiquista. De resto, o mundo é o que ele quiser fazer dele, nele, para ou contra ele.


O processo de mudanças é uma espécie de cross-fit amador. Enche caixa, ergue caixa, coloca sob outra caixa, equilibra com caixas, salta p’ra cima da caixa, arrasta a caixa, ups, rasgou-se a caixa, precisamos de caixas, o quê? Encheste uma caixa com lençóis e almofadas? Isso ia em sacos!
Estou, ao mesmo tempo, entusiasmado e débil. Com pica porque, no espaço de 5 mesitos, será a 3ª casa que o Tomé vai conhecer. Exausto, porque alguém tem de o vigiar e acudir enquanto o pai carrega caixotes de um lado para o outro, do carro para o sótão, de Porto Covo para Fernão Ferro – de novo a planície a chamar-nos e sonhos de caminhadas ou da família toda em duas bicicletas a irromper sorridentes durante a noite.


Nos últimos tempos, e dada a fadiga, dei por mim (graças à Derovo) a precisar do Full Protein como conde Drácula precisa de veias salientes, e a fazer algo que não digeria desde que tinha pouco mais do que a idade do Tomé: gemadas. E digo-vos uma coisa: está na altura de trazer a gemada de volta! Sobretudo se tiverem na vossa vida um expert do tempero como a Sara é, nem hesitem. Gemada is back forgood. Long live gemada. My name is Mada… Ge Mada.

Comediante, Argumentista, Açoriano, Benfiquista (não necessariamente por esta ordem)
Luís Filipe Borges

Guarda-redes Amador

Nadador Incansável

Frequenta o ginásio com tremendo masoquismo

Gostei do artigo
0

Gostou deste artigo?

Partilhe com os seus amigos!

Deixe a sua opinião