Política de privacidade

Estes dados são registados informaticamente e destinam-se única e exclusivamente para contacto por parte desta entidade.

Artigo

Dicas e Testemunhos

Capicua nua e crua

Por Luís Filipe Borges

25.08.2021 | 0 Comentários | 0 Likes

Os médicos de quando em vez pedem-nos: “diga lá 33”. Já o calendário hoje obriga-me: “diga lá 44”. E, profundamente contrafeito, acedo. Acabo de celebrar 44 primaveras, pese embora a minha estação favorita seja o outono. E a Baixa-Chiado. Excelente trabalho de azulejaria. Enfim, divago. Bom, mas divagar se vai ao longe. Cheguei tão longe que apetece benzer-me. Como é possível ter 44 anos e ainda não saber nem um quinto dum terço da metade de tudo? Quando era miúdo, catraio, chavalo, moleque, rapazola, puto, havia uma série a preto e branco, norte-americana, que passava na RTP-Açores: “O Fugitivo”. Nela, David Janssen interpretava um homem em fuga injustamente condenado pelo homicídio da mulher. Numa vetusta TVGuia das que a minha mãe colecionava semanalmente, vi certo dia uma peça sobre este actor e o único êxito da sua carreira: aos 35 anos. Simbolicamente esse número ficou fixado em mim como a idade em que seria homem. O número certo de voltas completas ao sol para ter os grisalhos e as rugas e as certezas próprias de um “senhor”, de um almirante mais do que ambientado às ondas e correntes do mundo. Vai-se a ver e continuo a vestir-me como um troca-tintas que acabou de faltar à escola, e apetece-me ligar aos gritos para o meu pai de cada vez que chegam comunicações das finanças, do banco ou até mesmo da inspecção automóvel. Mas enfim, sucedeu. Tenho 44, sou casado, enfim proprietário, tenho um caçula de 7 meses a meu cargo, um gato de 9 kgs, uma cadela de 28, um sinal saliente no pescoço que devia mandar analisar e, por falar nisso, um toque rectal à espreita (de sorriso sardónico qual Marquês de Sade). Cheguei aqui com um curso de Direito que não exerci, mais de 30 projectos televisivos nas mais variadas qualidades, 25 países no passaporte, uma letra escrita para o Jorge Palma, a paixão de menino pelo Benfica, uma ida à ópera… para participar nela como actor (!), mais de 20 livros publicados, uma curiosidade insaciável e dúvidas sem fim. Felizmente apenas dúvidas e não dívidas. Brindo aos próximos 44 com Full Protein e penso na maior riqueza: os amigos.

Comediante, Argumentista, Açoriano, Benfiquista (não necessariamente por esta ordem)
Luís Filipe Borges

Guarda-redes Amador

Nadador Incansável

Frequenta o ginásio com tremendo masoquismo

Gostei do artigo
0

Gostou deste artigo?

Partilhe com os seus amigos!

Deixe a sua opinião