Política de privacidade

Estes dados são registados informaticamente e destinam-se única e exclusivamente para contacto por parte desta entidade.

Artigo

Dicas e Testemunhos

Ano Novo, Vida Ova

Por Luís Filipe Borges

08.01.2022 | 0 Comentários | 0 Likes

Arranca 2022 e o mês é assim: turma de guionismo na World Academy, duas aulas semanais de 4 horas cada uma, mais o tempo que levo a corrigir os trabalhos de casa; três dias por semana no escritório da Clara Amarela Films – produtora da qual sou director de conteúdos; espectáculos marcados no Porto e nos Açores da peça “3 é Demais – 2ª Dose”, na qual eu, o António Raminhos e o Marco Horácio, torcemos contra o Covid e em prol dum público sedento - que resiste a angústias e ao sufoco das máscaras para encher salas; e ainda locuções regulares como voz das marcas Grant’s, Norte Shopping, Vileda, National Geographic, CarGlass e Burger King (o complicado que é, meus senhores, manter um certo rigor na dieta quando estamos a narrar anúncios de suculentos bifes sobre os quais derramam molhos); escrever as crónicas semanais para o JN e A Bola; pesquisar para um livro com o qual sonho há uns anos catitas e que me valeu uma bolsa de criação literária (a minha melhor prenda de Natal); consultor criativo da Masterdream – uma vez por semana na empresa para desenvolver projectos (e ainda os zooms que mais forem necessários); produzir o próximo projecto dum dos meus melhores amigos através da Advogado do Diabo, minha unipessoal; a ocasional campanha publicitária nas minhas redes; terminar a montagem dum documentário escolhido na Consulta de Conteúdos da RTP; rever o guião da minha primeira longa-metragem, a rodar ainda este ano nos Açores. Dormir um máximo de 6 horas noite (com sorte), levar o Tomé à escola, tentar que a Sara não perca a paciência, tentar por tudo não ultrapassar o (malfadado) maço de cigarros por dia, reservar sempre uma hora a cada 24 – mas nem que a vaca tussa – para brincar com o nosso filho. Dizem que quem corre por gosto não cansa, mas os 44 anos já moem. Benditos produtos nascidos do ovo, bem-aventuradas galinhas e Salvé ao Criador, Zeus, Grande Arquitecto, Alá, Shiva, Deus, como lhe quiserem chamar. Dizem que o tempo não estica. Uma ova. E o caldeirão onde o Obélix caiu quando era pequenino devia estar cheio de proteína.

Comediante, Argumentista, Açoriano, Benfiquista (não necessariamente por esta ordem)
Luís Filipe Borges

Guarda-redes Amador

Nadador Incansável

Frequenta o ginásio com tremendo masoquismo

Gostei do artigo
0

Gostou deste artigo?

Partilhe com os seus amigos!

Deixe a sua opinião